Menu

100 anos

História da Paramount

O ano de 2012 foi um marco excepcional para a Paramount Pictures - Nosso centésimo ano no show business. Embora essa conquista extraordinária torne a Paramount uma das empresas cinematográficas mais velhas da América, não há sinal de cansaço, e a Paramount e seus filmes continuam mais fortes do que nunca. A Paramount definiu um padrão de qualidade para o cinema por um século e continua a criar entretenimento de qualidade para as audiências do mundo todo.

1912 - Nossos pais fundadores

O ano de 2012 foi um marco excepcional para a Paramount Pictures - Nosso centésimo ano no show business. Embora essa conquista extraordinária torne a Paramount uma das empresas cinematográficas mais velhas da América, não há sinal de cansaço, e a Paramount e seus filmes continuam mais fortes do que nunca. A Paramount definiu um padrão de qualidade para o cinema por um século e continua a criar entretenimento de qualidade para as audiências do mundo todo.

1914 - Nossos Pais Fundadores

Inspirado pelo sucesso de Zukor's, Jesse L. Lasky se uniu ao diretor estreante Cecil B. DeMille para criar uma versão cinematográfica da peça de sucesso The Squaw Man. Foi a primeira longa metragem feita em Hollywood, e marcou a estreia da L. Lasky Feature Play Company.

1916 - A The Jesse L. Lasky Feature Play Company

Zukor e Lasky combinaram suas habilidades em 1916 com a criação da Famous Players-Lasky Corporation. Zukor atuou como presidente, Lasky como vice-presidente responsavel pela produção, DeMille como diretor geral, e o genro de Lasky, Samuel Goldfish (que mais tarde seria conhecido por Samuel Goldwyn e em breve sairia para iniciar novos empreendimentos) como Presidente do Conselho de Administração. Meses depois houve uma fusão com uma empresa de distribuição de filmes chamada Paramount Pictures, e a entidade se tornou a Paramount Famous Lasky Corporation.

1920 - Distribuição Nacional

Com seu símbolo, um imponente pico coberto de neve das montanhas Wasatch, a Paramount Famous Lasky Corporation se tornou a primeira companhia de distribuição de filmes em toda a nação de sucesso. Lançando dois ou três novos filmes por semana de 1916 a 1921. Ela se tornou uma compania totalmente integrada, que controlava todos os aspectos da produção cinematográfica - Produção, distribuição e exibição - até que a Suprema Corte decretou que possuir um estúdio de cinema e uma rede de cinemas constituía um monopólio.

1936 - A Grande Depressão

A Grande Depressão foi tumultuosa, Lasky foi forçado a sair da empresa, Zukor ficou até 1936 quando foi substituído como presidente por Barney Balaban. Zukor assumiu o título de Presidente do Conselho de Administração da recém nomeada Paramount Pictures, e mesmo esse cargo sendo figurativo, ele ficou ativo na empresa até se aposentar, em 1959.

1950 - Renascença do meio do século

O meio do século foi marcado pelo lançamento de filmes excepcionais de diretores como Billy Wilder, Alfred Hitchcock e John Huston. Além disso a TV surgiu como uma possível ameaça, a Paramount elevou o negócio cinematográfico a novas alturas, lançando marcos como Um lugar ao sol de George Stevens em 1951 e Os 10 mandamentos de Cecil B. De Milles (a segunda versão produzida pela Paramount) em 1956.

1970 - A Era de Robert Evan's

Por volta de 1960, a Paramount mais uma vez enfrentou tempos difíceis. Charlies Bluhdorn e sua empresa Gulf + Western que comprou a Paramount em 1966 procurou pelo ator/chefe de estúdio Robert Evan's para vencer a crise. Ele conseguiu isso com o Bebê de Rosemary de Roman Polkanski em 1969, mas seu maior feito foi promover um drama de orçamento modesto baseado em um best-seller. O Filme era chamado Love Story - História de Amor, e sua propaganda boca a boca deu ao estúdio o filme de sucesso que eles tanto precisavam. O Filme, que possuía atores como Ryan O'neal e Ali MacGraw, lucrou mais de 100$ milhões em todo o mundo (esmagando todos os recordes de bilheterias anteriores) e recebeu sete indicações ao Oscar®

1972 - A Nova Hollywood

Após esse ponto, o estúdio produziu alguns dos mais icônicos filmes da história do cinema. Esses clássicos da "nova hollywood" incluem O Poderoso Chefão, O Poderoso Chefão Parte II, Ensina-me a Viver, A Conversação e Chinatown.

1986 - Domínio da Bilheteria

Impulsionado por esses triunfos, o resto dos anos 70 e 80 foram calmos para o estúdio. O Ano de 1986 foi particularmente notável, a Paramount capturou 22 por cento da bilheteria, o dobro do competidor mais próximo, e possuía cinco dos filmes no TOP10 daquele ano, incluindo Top Gun e Crocodilo Dundee.

1992 - Presidente Sherry Lansing

Nos anos 90 a produtora Sherry Lansing se tornou a presidente em 1992, uma posição que ela manteve por 14 anos. E em 1994 a empresa patente da Paramount, Paramount Communications, se fundiu com a Viacom.Inc sob a liderança do Presidente executivo do conselho de administração e Fundador, Summer Redstone. A Década foi marcada pelo lançamento de Titanic em Dezembro de 1997, que reinou por mais de uma década como o filme de maior bilheteria de Hollywood.

2005 - CEO Brad Grey

Nos anos recentes, a Paramount se solidificou como um líder global em entretenimento e celebrou um grande sucesso sobre a liderança do Presidente e CEO Brad Grey, que chegou em 2005. Em um ramo que demanda excelência, Grey entregou blockbusters ganhadores de prêmios da academia com os mais respeitáveis talentos da indústria.

2010 - Sucesso Comercial e de Crítica

Nos anos recentes, a Paramount se solidificou como um líder global em entretenimento e celebrou um grande sucesso sobre a liderança do Presidente e CEO Brad Grey, que chegou em 2005. Em um ramo que demanda excelência, Grey entregou blockbusters ganhadores de prêmios da academia com os mais respeitáveis talentos da indústria.

2011 - Filmes que quebram recordes

E em 2001, a Paramount quebrou recordes com seis dos filmes mais lucrativos da indústria, com mais de 100$ milhões de dólares em bilheteria nacional. Com Rango, Thor, Kung Fu Panda, Super 8, Transformers: O Lado Oculto da Lua e Capitão América.

2012 - O Futuro

Nosso centésimo ano foi de fato um marco excepcional. Lançamentos futuros incluem a continuação da franquia Atividade Sobrenatural, Pequeno Problema, mega confusão. Dezenl Washington em O Voo de Robert Zemicks, Tom Cruise em Cirque de Soleil: Outros mundos 3D de Jack Reacher, Not Fade Away e Minha mãe é uma viagem.